Connect with us

Politica

“Há muito a fazer para a solução dos principais problemas da Juventude Angolana”, reconhece MPLA

Published

on

“Muito há ainda a fazer para a solução sustentada dos principais problemas da juventude”, reconheceu esta sexta-feira, 14, o Bureau Político do MPLA, num comunicado em celebração do Dia da Juventude Angolana, comemorado hoje.

“O MPLA considera justas e legítimas as vossas reivindicações no domínio da formação, promoção e inserção no mercado de trabalho, e defende o reforço de medidas que visem manter viva a chama da Juventude Angolana”, cita o comunicado.

Para o efeito, “o MPLA insta o Executivo no sentido de continuar a trabalhar na busca incessante de soluções para uma melhor educação e formação profissional, criação e maior oferta de emprego para a satisfação das principais preocupações deste segmento importante da sociedade, que continua a merecer lugar cativo na agenda de prioridades da Governação para o período 2022-2027”, destaca o comunicado.

Na nota, o BP do partido no poder informa que apoia, “de forma incondicional, o desenvolvimento de um amplo movimento associativo juvenil e estudantil com pendor para o voluntariado, por via do qual sejam amplamente abordadas a concepção e desenvolvimento de programas e projectos que visem garantir um futuro melhor aos jovens e às gerações vindouras, bem como a promoção de um comportamento e cultura patriótica e cívica dos cidadãos, em geral, e da juventude em particular”.

No entanto, exorta também os jovens angolanos “a primar pelo respeito à Democracia e à Preservação da paz, enquanto patrimónios fundamentais para o desenvolvimento integral de qualquer sociedade”.

O comunicado surge às vésperas das duas marchas previstas para ocorrerem este sábado, 15, em Luanda, organizadas por jovens a favor e contra a governação do MPLA, sequência de vários protestos que vêm sendo organizados, sobretudo, a partir das redes sociais.

Colunistas