Connect with us

Mundo

Guerra na Ucrânia: Jornalista morre na frente de combate

Published

on

Um jornalista ucraniano morreu nesta segunda-feira, na frente de combate, para a qual se tinha alistado no passado dia 24 de fevereiro, como militar voluntário.

Trata-se de Viktor Dudar, do jornal Express da Ucrânia, que se juntou às forças armadas como voluntário no primeiro dia da invasão russa e foi morto nesta segunda-feira, 07, em combate no sul do país, de acordo com o anúncio das autoridades ucranianas.

Dudar morreu perto da cidade de Mykolaiv durante combates com forças russas, diz o conselheiro do Ministério dos Assuntos Internos, Anton Gerashchenko. O jornalista trabalhava para o jornal Express, de Lviv, no oeste da Ucrânia.

A agência de notícias Interfax-Ucrânia diz que Dudar se alistou no primeiro dia da invasão da Ucrânia pela Rússia, a 24 de fevereiro, depois de já ter combatido como voluntário na região do Donbass (leste), em 2014 e 2015.

Numa nota divulgada no site, o Sindicato Nacional dos Jornalistas da Ucrânia lamenta a morte de Dudar.

“O Sindicato Nacional dos Jornalistas da Ucrânia expressa as suas sinceras condolências à família e aos colegas de Viktor Dudar. É muito triste que a comunidade jornalística esteja a perder verdadeiros patriotas e profissionais, devido às ações agressivas dos ocupantes russos”, lê-se na nota, citada pelo site da SIC Noticias.

Dudar, que se dedicava ao jornalismo investigativo e cobertura de eventos militares, era casado com a também jornalista Oksana Dudar e tinha uma filha.

Dois dias de luto em sua memória fora decretados na sua cidade natal, onde as bandeiras ucranianas foi hasteada a meio mastro.

Ele é o segundo profissional da comunicação ucraniano de Kiev a ser morto na guerra, mas o 1º na linhda de frente.

O primeiro foi Evgeny Sakun, cinegrafista que perdeu a vida durante ataque a torre de TV em Kiev.

O Ministério da Defesa disse que os invasores estão tentando concentrar forças e recursos para uma nova onda de ataques, principalmente em Kiev, Kharkiv, Chernihiv e Mykolayiv, as cidades mais afetadas desde a entrada russa no país.

A morte em combate de Dudar, na condição de militar voluntário, acontece uma semana depois de uma equipa de jornalistas do canal britânico de televisão Sky News ter sido atacada e baleada junto a um posto policial de controlo, quando tentava chegar a cidade de Bucha, há cerca de 40 KM de Kiev.