Connect with us

Mundo

Guerra na Ucrânia: embaixadora dos EUA defende diálogo com Rússia

Published

on

A nova embaixadora dos Estados Unidos na Rússia, Lynne Tracy, a primeira mulher a exercer o cargo, defendeu hoje o diálogo com o Kremlin (Presidência russa), apesar da “tensão sem precedentes” entre as duas potências.

“A embaixadora Tracy atribui especial atenção à manutenção do diálogo entre as capitais dos nossos países, num período de tensão sem precedentes”, indicou a Embaixada dos Estados Unidos na plataforma digital Telegram.

Lynne Tracy, que chegou na semana passada a Moscovo, depois de ser aprovada pelo Senado (câmara alta do Congresso), também centrará o seu trabalho nos cidadãos norte-americanos detidos em território russo e na promoção das relações entre os povos russo e norte-americano.

A diplomata foi hoje recebida na sede do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) russo pelo vice-ministro, Serguei Riabkov, a quem entregou as suas cartas credenciais.

Segundo a agência oficial RIA Novosti, a visita de Tracy não durou mais que meia-hora, após o que deixou a sede da diplomacia russa sem fazer declarações à imprensa.

“A chefe da missão diplomática norte-americana foi informada de que o atual rumo de confrontação de Washington é contraproducente e trará inevitavelmente consequências negativas”, declarou, por seu lado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

Os dois diplomatas abordaram o estado das relações bilaterais, “que ultimamente se agravaram de forma dramática por culpa de Washington”, acrescentou.

“A parte russa espera que a embaixadora cumpra estritamente, nas suas atividades, a legislação russa, respeite as nossas normas e práticas e se mantenha fiel ao princípio de não-ingerência nos assuntos internos do país em que se encontra”, sublinhou ainda.

Nas imediações da sede do MNE russo, esperavam a nova embaixadora norte-americana vários jovens que se pronunciaram contra a política da Casa Branca.

Antes de receber a embaixadora norte-americana, Riabkov afirmou que não faz sentido falar com Kiev ou com os seus “marionetistas” depois de os Estados Unidos e seus parceiros terem decidido fornecer à Ucrânia tanques e veículos blindados.

Lynne Tracy é a primeira mulher a assumir o cargo de embaixadora dos Estados Unidos na Rússia e sucede a John Sullivan, que deixou Moscovo em setembro passado, após três anos de missão no país.

Anteriormente embaixadora na Arménia, Tracy fala russo e foi a “número dois” da representação diplomática norte-americana em Moscovo entre 2014 e 2017.

Diplomata de carreira, ocupou também o cargo de “número dois” na embaixada dos Estados Unidos no Turquemenistão e trabalhou igualmente nas do Paquistão, Quirguistão e Cazaquistão.

Foi, além disso, assessora sénior sobre a Rússia no Departamento de Estado e subsecretária de Estado adjunta para a Ásia Central.