Connect with us

Sociedade

Greve geral dos trabalhadores causa embaraço na vida dos cidadãos em Luanda

Published

on

A greve geral dos trabalhadores iniciada hoje, já começou a causar descontentamento aos alunos e encarregados de educação que pedem entendimento entre o Governo e os sindicatos.

Em Luanda, por exemplo, estudantes ouvidos pela Rádio Correio da Kianda manifestaram preocupação com os prejuízos, que a paralisação das aulas poderá causar no processo de ensino e aprendizagem.

Os pais e encarregados de educação mostram-se igualmente preocupados com a paralisação dos trabalhos em todo país.

O representante do Ministério da Administração Pública Trabalho e Segurança Social, Gabriel Mbilingui, confirmou a ausência dos trabalhadores em algumas instituições pública e lamenta o nível de adesão de 100% adoptado pelos sindicalistas.

Por sua vez, o porta-voz dos sindicalistas, Teixeira Cândido, afirma que a greve é extensiva à todos os sectores, tanto público como privado.

O sociólogo Samora Neves lamenta a medida e sustenta que “os maiores prejudicados da greve são os cidadãos”.

Quem também partilha da mesma opinião é o especialista em Gestão e Administração Pública, Denílson Duro, que acrescenta que “a classe governante não sentirá o peso da greve”.

“Grevistas devem garantir o mínimo para que funções continuem a ser exercidas” – MAPTSS

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.