Connect with us

Sociedade

Greve: enfermeiros cruzam os braços em Benguela

Published

on

Centenas de enfermeiros em Benguela manifestaram-se, hoje, 7, em frente ao portão principal do hospital geral e em outras unidades de Saúde daquele território do país, exigindo aumento salarial e melhores condições de trabalho.

Osvaldo Benguela, representante da Associação Nacional dos Enfermeiros de Angola (ANEA) em Benguela, disse ao Correio da Kianda que os enfermeiros em Benguela aderiram à greve e toda classe está unida em prol da causa.

“Os enfermeiros estão unidos. Hoje saímos e estamos em peso para exigirmos melhores condições de trabalho, salários justos e para obtermos uma enfermagem humanizada”, disse.

Questionado sobre os serviços que os enfermeiros em Benguela estão a garantir, Osvaldo Benguela disse que os serviços mínimos estão acautelados.

“Nesta altura, o banco de urgência, as maternidades, blocos operatórios e hemodiálises estão a funcionar”, mas “consultas externas, postos médicos e ambulatórios estão todos fechados”, rebateu

A greve dos enfermeiros teve início hoje em todo território nacional. Os “homens das seringas” exigem melhores condições de trabalho, aumento salarial, mais enfermeiros no sistema e uma enfermagem mais humanizada.

“Homens da seringa” retomam greve em todo território nacional

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas