Connect with us

Politica

Greve dos professores do Ensino Superior comprova “fracasso da política nacional de formação”, diz UNITA

Published

on

O partido político UNITA, numa nota do seu Grupo Parlamentar enviada ao Correio da Kianda, disse que tem acompanhado com enorme preocupação a greve dos professores do Ensino Superior Público em Angola. No comunicado, os deputados do maior partido na oposição, consideram que a reivindicação dos docentes vem comprovar o fracasso da política nacional de formação e gestão de quadros, no que respeita à sua valorização, através da justa remuneração e com benefícios sociais e económicos competitivos.

A UNITA entende que a continuidade da greve dos professores, demostra a incapacidade do Executivo em dialogar ;”numa fase em que o ano académico teve o seu arranque há menos de um mês, a greve vem demonstrar um défice de diálogo, sobretudo, uma incapacidade de realização dos grandes desígnios nacionais e interesses de distintas classes de trabalhadores angolanos”.

Por outro lado, os parlamentares da UNITA exigem do Governo a assunção de uma postura alinhada aos interesses dos professores, das famílias, das empresas e a resolução satisfatória e sustentável das reivindicações desta classe e outros trabalhadores.

Contudo, os deputados da UNITA manifestam a sua solidariedade ao Sindicato dos Professores do Ensino Superior (SINPES), que reúne, nesta terça-feira, 01, a sua Assembleia Extraordinária, augurando que dela venham decisões firmes e coerentes com os objectivos da dignificação da classe.

Para finalizar, “o Grupo Parlamentar da UNITA apela, por isso, ao Presidente da República, na qualidade de Titular do Poder Executivo, a resolver esta situação o mais rápido possível”, lê-se no comunicado.