Connect with us

Sociedade

GPL cria comissão para apurar morte de paciente no Hospital Geral de Luanda

Published

on

O Governo Provincial de Luanda criou uma comissão de inquérito, que integra responsáveis do Ministério da Saúde e do GPL, para averiguar as circunstâncias da morte da cidadã Angélica Morais, de 42 anos, no Hospital Geral da capital.

Numa conferência de imprensa realizada nesta sexta-feira, 2, a direcção do hospital esclareceu as circunstâncias da morte da cidadã, nos seus serviços de urgência.

Segundo a directora clínica, Dra. Ana Araújo, a malograda deu entrada, na quinta-feira, 1, no período da manhã, nas urgências, via transferência de outra unidade de saúde, com antecedentes de hipertensão arterial, com um quadro clínico grave, descrito como uma doença cérebro-vascular em fase aguda.

A conferência surge como resposta à denúncias feitas nas redes sociais de que a equipa médica do Hospital Geral de Luanda não teria prestado assistência à cidadã.

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas