Connect with us

Politica

Governo volta à carga no combate à exploração mineira

Published

on

Já em 2018, o Executivo lançou a ‘Operação Transparência’, visando pôr termo a exploração de diamantes, pesca e imigração ilegal. No ano seguinte, as autoridades anunciaram terem apreendido 7 mil pedras de diamantes e 275 mil dólares, no quadro da Operação. Entretanto, o fenómeno ressurgiu.

A exploração de diamantes de forma irregular volta a fazer mossa às autoridades angolanas, depois ter sido parcialmente estancado há pouco mais de quatro anos.

E já tem havido registo de agressões graves entre os exploradores, sendo que, nalgumas vezes, insurgem-se contra agentes da segurança ou policiais.

Entretanto, o Governo remeteu já à Assembleia Nacional uma proposta de lei com objectivo claro de punir os prevaricadores e manter a segurança nacional. A proposta foi aprovada na generalidade sem voto contra.

Dados do Executivo apontam que existem no país aproximadamente 1.030.000 garimpeiros ilegais, sendo que boa parte é de nacionalidade estrangeira. Operam cerca de 296 dragas de grande porte sem que o Estado colha algum benefício fiscal.

De referir que em 2018, período que marcou o segundo ano do primeiro mandato de João Lourenço, o Governo lançou a ‘Operação Transparência’, visando pôr termo à exploração de diamantes, pesca e imigração ilegal. No ano seguinte, as autoridades anunciaram terem apreendido sete mil pedras de diamantes e 275 mil dólares, no quadro da Operação.