Connect with us

Economia

Governo retoma venda de indústrias na Zona Económica Especial

Published

on

O Governo angolano retomou a venda de dezenas de indústrias instaladas na Zona Económica Especial Luanda-Bengo (ZEELB), processo iniciado em 2016 pelo anterior Presidente da República, José Eduardo dos Santos, nomeando uma comissão multissetorial para o efeito.

A comissão, de acordo com um despacho deste mês, assinado pelo Presidente angolano, João Lourenço, justifica os “diversos processos” para alienar ao sector privado as unidades industriais daquela ZEELB.

A comissão multissetorial é coordenada pelo Ministro das Finanças, Archer Mangueira, e integra representantes dos ministérios da Economia e Planeamento, Indústria, Recursos Minerais e Petróleos e a petrolífera estatal Sonangol, entre outros organismos.

Entre as atribuições desta comissão, que deverá terminar a actividade no prazo de 90 dias, consta a inventariação de todas as unidades industriais da ZEELB, bem como a definição do cronograma e metodologia de trabalho para o processo de “privatização e cedência de gestão” das mesmas, mas também uma maior publicitação do procedimento.

Localizada a 30 quilómetros do centro de Luanda, a ZEELB, um projecto até agora gerido pelo Estado angolano e, envolveu um investimento público de quase 80 milhões de dólares (70 milhões de euros) para instalar 73 fábricas e compreende sete reservas industriais, seis reservas agrícolas e oito reservas mineiras, numa área total de 8.300 hectares entre os municípios de Viana, Cacuaco, Icolo e Bengo (Luanda), Dande e Ambriz (Bengo).

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas