Connect with us

Diversos

Governo ordena retirada de carnes processadas na África do Sul por surto de listeriose

Published

on

Os serviços veterinários angolanos ordenaram a retirada imediata do mercado de carnes processadas provenientes da África do Sul, de duas empresas locais, devido ao surto epidémico de listeriose que naquele país já provocou pelo menos 180 mortos.

Em comunicado a que a agência Lusa teve hoje acesso, o Ministério da Agricultura e Florestas de Angola refere que em causa está a contaminação de carnes processadas prontas para o consumo, conhecida como «Polony», produzidas na África do Sul pelas empresas Enterprise Food e Rainbow Chicken Limited.

Considerando o ´risco que a listeriose representa para a saúde pública´, o Instituto dos Serviços de Veterinária do Ministério da Agricultura e Florestas ordenou a ´retirada imediata do mercado” destes produtos, bem como “a sua destruição´.

É recomendado ainda aos consumidores que ´devem prestar atenção às referências dos produtos e proceder à sua destruição imediata, caso os tenham adquirido´, com aquele ministério a garantir que serão intensificadas as medidas de policiamento e controlo sanitário nos estabelecimentos comerciais e postos fronteiriços do país.

As autoridades da África do Sul anunciaram a 04 de março terem identificado a causa da epidemia de listeriose, que há um ano assola o país e que já provocou pelo menos 180 mortes, responsabilizando uma empresa alimentar no nordeste do país.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *