Connect with us

Sociedade

Governo mantém cerca sanitária em Luanda

Published

on

Apesar da diminuição de casos ao longo do mês Novembro, o Executivo anunciou, nesta quinta-feira, a manutenção da cerca sanitária nacional e provincial de Luanda por mais 30 dias.

Epicentro da pandemia da covid-19 em Angola, as entradas e saídas de Luanda exigem dos viajantes a apresentação dos testes negativos à covid-19.

A nova regra, que entra em vigor de 12 deste mês a 10 de Janeiro de 2021, inclui, igualmente, a cerca nacional, cuja entrada é apenas permitida com a apresentação do resultado do teste RT-PRC ao novo coronavírus.

Segundo o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, a regra continua a permitir a entrada e saída de Luanda sem necessidade de autorização, apenas sendo obrigatório a realização de um teste, com resultado negativo, para a movimentação de pessoas.

O governante avançou ainda que se mantém as medidas de protecção individual (uso de máscara em locais públicos e na via pública e o distanciamento físico).

A violação da cerca sanitária nacional e provincial impõe a aplicação de uma multa de 350 mil kwanzas, contra os 250 mil kwanzas anteriores.

Covid-19 em Angola

15.925 infectados
362 óbitos
8.679 recuperados
6.884 activos