Connect with us

Politica

Governo lança projecto de apoio a agricultura familiar

Published

on

O Governo angolano fará, nesta quinta-feira, 04, em Luanda, o lançamento oficial do Projecto de Reforço da Resiliência dos Agricultores Familiares (SREP, na sigla inglesa), para a transformação sustentável e inclusiva da agricultura familiar, visando o aumento dos rendimentos, melhoria da segurança alimentar e nutricional e contribuir para a diversificação da economia.

O workshop contará com a participação de membros do Executivo, governadores provinciais, altos funcionários e técnicos de Departamentos Ministeriais, de instituições públicas e privadas ligadas à investigação, extensão rural e desenvolvimento comunitário, representantes dos beneficiários, parceiros de implementação, incluindo o Banco Mundial, o Banco Africano de Desenvolvimento, a FAO, o coordenador residente do Sistema das Nações Unidas em Angola e todas as partes interessadas, que estarão envolvidas no projecto.

Segundo o comunicado do Ministério da Agricultura e Pescas, enviado nesta terça-feira, 02 de Março, ao Correio da Kianda, pretende-se, com o SREP, fazer uma abordagem pragmática com uma visão de longo prazo para apoiar a agenda de diversificação económica nacional, através de intervenções que fortaleçam a transformação rural e agrícola adaptadas ao contexto local.

Pretende-se, igualmente, alcançar a transformação sustentável e inclusiva da agricultura familiar, para aumentar rendimentos, melhorar a segurança alimentar e nutricional e, desta forma, contribuir para a diversificação da economia e criação de empregos no meio rural.

Promover as cadeias de valor agrícola e do agro negócio por meio de investimentos que estimulem actividades económicas rurais e a criação de empregos para as pessoas mais pobres do meio rural consta também da lista dos objectivos, bem como o reforço da capacidade das instituições de pesquisa e extensão, e das organizações de produtores, entre associações e cooperativas, para a gestão adequada do projecto.  A garantia do empoderamento dos grupos vulneráveis e a sustentabilidade do processo de transformação da agricultura familiar é ainda outro dos vários objectivos do workshop desta quinta-feira.

O Projecto de Reforço da Resiliência dos Agricultores Familiares terá uma cobertura de 35 municípios em sete províncias do país para beneficiar mais de 200 mil agricultores familiares de baixa renda e vulneráveis aos choques climáticos.

Lembrar que Angola beneficiou, recentemente, de um financiamento do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) para a implementação do Projecto de Reforço da Resiliência dos Agricultores Familiares (SREP, na sigla inglesa), que contará, também, com o co-financiamento da Agência Francesa para o Desenvolvimento (AFD) e do Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico de África (BADEA).