Connect with us

País

Governo esclarece que ajuda para enfrentar a Covid-19 decorre de uma atitude absolutamente voluntária dos cidadãos e empresas

Redação

Published

on

A Comissão Intersectorial esclareceu que, quando emergiu a crise do Covid-19, vários cidadãos e empresas em Angola manifestaram, voluntariamente, o desejo de contribuir com o que estava ao seu alcance, desde dinheiro, medicamentos, bens alimentares e outros.

Nesse cenário, a Comissão entendeu ser correcto aceitar essa ajuda solidária da sociedade, indicando por isso mesmo um número de conta bancária para as contribuições em dinheiro.

Entretanto, a indicação do número de conta (pertencente à Direcção de Tesouro do Ministério das Finanças) e a posterior disseminação de uma SMS pelos utentes de telemóveis, criaram “a percepção errónea de que o Governo angolana estaria a cobrar dos cidadãos uma espécie de tributo ou imposto para suportar os encargos da luta contra o vírus mortífero”.

“Esclarece-se a opinião pública que decorrem de uma atitude absolutamente voluntária dos cidadãos e empresas a entrega à Comissão Interministerial de toda e qualquer forma de ajuda para o enfrentamento da Covid-19”, lê-se no comunicado.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (74)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania