Connect with us

Angola que dá certo

Governo cria Armazéns Rurais Integrados para conservação de produtos no campo

Published

on

O Ministério da Indústria e Comércio (Mindcom) está a levar a cabo um projecto que visa a criação de Armazéns Integrados nas zonas rurais, para permitir a conservação dos produtos do campo. Esta garantia foi dada pelo Secretário de Estado para o Comércio, Amadeu Leitão Nunes, na segunda-feira, 24, na cidade do Sumbe, à margem do lançamento do Plano de Aquisição de Carrinhas para o Escoamento da Produção Nacional.

O Secretário de Estado referiu que os Armazéns Rurais Integrados vão ser implementados nas províncias pilotos, numa primeira fase, com vista a dar maior alcance ao Programa Integrado de Desenvolvimento do Comércio Rural (PIDCR), no sentido de se garantir a conservação e processamento dos mais variados produtos do campo.

Sobre o Plano de Aquisição de Carrinhas de para o Escoamento da Produção Nacional, os Operadores de Transportes de Mercadorias (OTM’s) da província do Cuanza-Sul, foram contemplados com 20 viaturas, das 33 previstas a serem entregues.

As carrinhas de marcas KAMAZ, GAZ, e WOLKSVAGEN, visam garantir o apoio do escoamento dos produtos do campo para os grandes centros de consumo, para minimizar as dificuldades dos produtores.

Na ocasião, Amadeu Leitão Nunes, ressaltou que o plano vai garantir a geração de mil empregos directos, bem como facilitar a oferta de produtos agro-pecuários, aumentando as opções e oportunidades para a indústria nacional, substituir as importações e diversificar as nossas exportações.

O Secretário de Estado para o Comércio, frisou que os (OTM’s) vão movimentar mais de um milhão e setecentas mil toneladas por ano e, neste sentido, criar oportunidades para o desenvolvimento da cadeia de distribuição rural que é um dos maiores incentivo aos agentes comerciais agregadores.

Amadeu Leitão Nunes sublinhou que as medidas do Executivo vão contribuir de forma inequívoca na criação de mais empregos para jovens e mulheres, aumentando a produção nacional, o escoamento dos produtos do campo e a renda das famílias rurais.

Por seu turno, a Vice-governadora para o sector Político, Social e Económico da província, Emilia Tchinawalile, exortou os beneficiários que abracem o desafio de alavancar a actividade de transporte de mercadoria do Comércio Rural, a fim de se alcançar os resultados previstos, manifestando a garantia de todo o apoio institucional e acompanhamento do governo local.

“Com essas carrinhas vamos aumentar e diversificar a produção nacional, assegurando o seu escoamento do campo para as diferentes superfícies comerciais” realçou Emilia Tchinawalile.

Além do Cuanza-Sul, este plano de extensão nacional, já foi implementado nas províncias do Cuanza-Norte, Bengo, Namibe, Huambo, Benguela, Huíla, Cunene, Cabinda, Zaire, faltando as províncias da Lunda-Norte, Lunda-Sul, Moxico, Bié e Cuando Cubango.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *