Connect with us

Politica

Governo anuncia privatização de órgãos de comunicação social

Published

on

O Governo angolano anunciou a privatização de órgãos de comunicação social. A informação foi revelada pelo coordenador adjunto da Comissão Multissectorial do Programa de Privatizações, Ottoniel dos Santos (PROPRIV).

O governante garante que, entre outros activos, constam a Media Nova, detentora da Rádio Mais e do jornal O País, a Tv Zimbo, e a Media Rumo, dona dos semanários Mercado e o Vanguarda.

Relativamente àquilo que são as empresas do sector das Telecomunicações, Tecnologia de Informação e Comunicação Social, disse que abordaram as empresas que são Angola Telecom, Multitel, Tv Cabo, TV Zimbo, Media Nova e de outras empresas que são do sector.

Sobre o assunto, o Secretário do Sindicato dos Jornalistas Angolanos, Teixeira Cândido, entende que, não basta a reprivatização, defende o acompanhamento de um conjunto de medidas económicas.

Entende ainda que  “há pessoas ligadas ao poder político com impressões digitais na TV Zimbo, mas reconhece que deu abertura e pluralismo de opinião”.

No rol de privatizações, o também secretário de Estado para Finanças e Tesouro destacou quatro unidades industriais em Cabinda, um grupo de lojas Poupa Lá, situado em Luanda, Benguela, Zaire, Cabinda e Lunda Sul, cujo processo de privatizações vão ser feitos através de concurso público na modalidade de alienação de activos.