Connect with us

Mundo

Governo alemão promete 37 milhões de Euros para reconstrução da Ucrânia

Published

on

O Governo da Alemanha promete contribuir com cerca de 37 milhões de euros para a reconstrução da Ucrânia, actuando especificamente para restaurar a rede elétrica destruída e construir casas para os deslocados, noticiaram hoje os media alemães.

“A Ucrânia precisa urgentemente de habitação para milhões de pessoas deslocadas internamente e precisa de uma rede elétrica intacta. É aqui que a cooperação alemã para o desenvolvimento pode ajudar no curto prazo”, disse a ministra do Desenvolvimento alemã, Svenja Schulze, ao jornal alemão “Augsburger Allgemeine”, citado por Notícias ao Minuto.

A ministra alemã especificou que, para isso, o seu Ministério redirecionou fundos por meio de um programa de emergência.

Destes 37 milhões de euros, 22,5 milhões vão para a reconstrução da rede elétrica, gravemente danificada pelos ataques russos, 12,4 milhões para a construção de casas para os deslocados internos da Ucrânia e outros dois milhões para equipamentos médicos.

“A reconstrução da Ucrânia será um esforço que exigirá a solidariedade de muitos. É bom que a comunidade internacional aborde já esta tarefa”, disse Svenja Schulze, antes da reunião de hoje no Banco Mundial (BM).

A ministra alemã lembrou que o Banco Mundial foi fundado para ajudar na reconstrução da Europa após a Segunda Guerra Mundial e acrescentou que, agora, pode ajudar a Ucrânia.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já matou mais de dois mil civis, segundo dados da ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

A ofensiva militar causou já a fuga de mais de 12 milhões de pessoas, mais de 5 milhões das quais para fora do país, de acordo com os mais recentes dados da ONU, considerada como a pior crise de refugiados na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).