Connect with us

Politica

Chuvas em Luanda levam Governador a suspender férias e viagens

A medida consta de uma circular emitida pelo Governador Provincial de Luanda, Adriano Mendes de Carvalho, data de 23 de Fevereiro de 2018.

Published

on

Adriano Mendes de Carvalho, Governador Provincial de Luanda, suspendeu o gozo de férias por parte de todos funcionários do GPL que estejam a ocupar cargos de chefia. Segundo a circulação nº 03/GGPL/2018 de 22 de Fevereiro, a que o Correio da Kianda teve acesso, Adriano Mendes de Carvalho justifica a medida com o facto de em Luanda estarem a cair muitas chuvas e a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (INAMET) indicar que nos próximos três meses Luanda vai continuar a receber cargas que podem causar, segundo ainda o informe do INAMET, vários estragos aos cidadãos.

A nota refere que “ considerando que as previsões meteorológicas indicam que as quedas pluviométricas se prolonguem por mais três meses, havendo necessidade de se prestar o melhor acompanhamento aos infortúnios originadas pelas razões ora aludidas (…) o governador determina que estão suspensas as autorizações do gozo de férias e viagens a todos os funcionários do Governo da Província que exercem cargos de administração, direcção e chefia até 20 de Maio do ano em curso”, remata o documento.

No entretanto, entendedores da matéria da administração e jurídicas entendem que a atitude do Governador de Luanda é aceitável porquanto é da sua competência gerir as licenças disciplinares de todos os quadros do seu pelouro. Porém, os mesmo reforçam que já não será normal se aquele dirigente suspender tais férias de forma permanente postura que se configura na violação da Lei Geral do Trabalho e de outras legislações que regulam o regime funcional da Administração Pública, que é o caso.

As chuvas que se abatem um pouco por toda a Luanda têm estado a causar vários constrangimentos na vida dos citadinos da capital do País. Trânsito caótico, desalojamentos, paralisação de serviços públicos e privados, agudização do já debilitado saneamento básico, são dentre outros, os problemas com que Adriano Mendes de Carvalho se debate nesta fase de chuvas intensas.