Connect with us

Diversos

Governador da Huíla pede mais atenção do PR ao sector da agricultura na região

Published

on

O governador da província da Huíla, Nuno Mahapi Dala, disse esta quinta-feira, 9, na cidade do Lubango, que o enorme constrangimento de acesso às zonas de produção devido ao elevado grau de degradação nos trajectos Quipungo-Chicomba-Caconda, num percurso de 152 quilómetros, está a condicionar o escoamento dos produtos do campo para os grandes centros de consumo.

O governante, que falava à margem da Feira dos Municípios que arrancou hoje, 10, na sua jurisdição, pediu a reabilitação estrutural urgente das vias, para facilitar a comercialização da produção rural e acabar com a especulação e ao aumento dos custos de produção.

Nuno Mahapi disse, por outro lado, que existe actualmente na província um incremento exponencial da actividade agrícola, materializado por Cooperativas Familiares, colectivos de camponeses e grandes projectos empresariais, alguns já em fase de laboração, com destaque para o município do Cuvango, onde já atingiu níveis de produção em grande escala, estando em curso outros projectos nos Municípios que compõem o Triângulo do Milho, nomeadamente, Quipungo, Chicomba, Caconda e Caluquembe, com um potencial de produção superior a 100.000 toneladas de cereais.

O responsável mostrou-se, igualmente, preocupado com o actual estado de utilização e ocupação dos perímetros irrigados da Matala e Chibia, que estão em via de privatização pelo IGAPE, já há algum tempo, que segundo ele, poderiam aumentar os postos de trabalho para os jovens e dinamizar a produção nacional.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.

Colunistas