Connect with us

Lifestyle

Ginecologista usa próprio esperma para tratamento de fertilidade e gera 21 filhos à pacientes

Published

on

Um médico ginecologista está a ser acusado de ter enganado pacientes que recorriam aos seus serviços para o tratamento de problemas relacionados com a fertilidade, ao usar o próprio esperma, o que gerou pelo menos 21 crianças.

O facto ocorreu entre 1973 e 1986, no hospital regional de Alrijne, nos países baixos, onde, de acordo com a imprensa, o médico ginecologista holandês, Jos Beek, trabalhou durante 25 anos.

De acordo com as acusações o especialista usava o próprio esperma em tratamentos de fertilidade, quando as pacientes acreditavam que se tratava de espermas de doadores anónimos.

No entanto, recentemente foi descoberta a correspondência de ADN em 21 crianças cujas mães tinham sido pacientes do ginecologista.

Acredita-se na existência de mais casos, visto que não se sabe ao certo quantas mulheres foram tratadas por Beek, já que os arquivos foram destruídos.

Entretanto, a direção do referido centro médico confirmou a veracidade esta semana a veracidade das informações.

“Estamos chocados. Isto tem um impacto significativo nos pais e nas crianças envolvidas. De imediato contactámos as crianças e os pais e garantimos a nossa total cooperação. Reconhecemos a situação em que se encontram e queremos fazer o possível para obter o máximo de informações. A maneira como este médico agiu é inaceitável”, disse Peter Jue, Membro do Conselho administrativo do hospital.

Depois de os exames de ADN terem sido autorizados no país, em 2017, este é já o terceiro caso semelhante descoberto.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *