Connect with us

Educação Financeira

Gestão doméstica: 5 dicas para poupar nos fins-de-semana prolongados

Published

on

Novembro de 2021 é marcante com os seus dois fins-de-semana prolongados, isto é, à soma dos Sábados e Domingos comuns, teremos dois feriados e dois dias como «ponte», isto é, dias que estão entre o feriado e os dias de final de semana.

Tivemos o feriado do dia 2 de Novembro (Terça-feira) e o feriado do Dia da Independência de Angola a 11 de Novembro (Quinta-feira da próxima semana).

1- Refeições em casa e marmitas
Com o regresso às mini-férias dos fins-de-semana prolongados é preciso não a perder a racionalidade da gestão financeira. Quer se goste ou não, cozinhar é a base de qualquer gestão doméstica. Não fosse esta rubrica do orçamento familiar onde se gasta mais dinheiro mensalmente. No entanto, também nesta matéria existem dicas que lhe permitem poupar tempo e dinheiro.

Sair por uns dias é sempre bom, quando o orçamento permite. Para a maioria dos angolanos, infelizmente, é impensável sair por uns dias de férias e ficar em resorts ou hotéis e muito menos sair para o estrangeiro. Assim, venho deixar uma boa e económica via para poder «sair cá dentro»:

O “meal prep” – a preparação prévia de refeições – é uma solução que tem ganho cada vez mais adeptos, especialmente, quando se tem filhos pequenos. Ora, este conceito nada mais é do que ganhar consciência do que tem disponível na sua despensa e frigorífico e, a partir daí, pensar em ementas semanais e nas compras que deve fazer.

A regra número um do meal prep é precisamente ver o que tem aí por casa. Faça um levantamento de tudo o que está no congelador, no frigorífico e na despensa, tendo em conta as validades dos produtos. Depois, pense em refeições práticas que pode confeccionar com antecedência para facilitar o dia a dia. A regra número dois é planear as compras tendo em conta a semana que prevê ter e tudo que está a faltar em casa. A lógica é trabalhar sempre por antecipação.

Finalmente, a regra número 3: reserve uma hora por semana para tratar do meal prep e a sua gestão doméstica vai melhorar consideravelmente. Poupa, mas também vai ter mais tempo durante a semana para o que mais gosta de fazer.

Saia, vá passear com a família, e tente sempre levar consigo lanches, faça picnics, beneficie das nossas paisagens, da flora e fauna que só África permite ter.

2- Gestão de despesas mensais
Por estar em casa deve repensar continuamente as despesas, ganhos e possibilidades de poupança mensais. Por vezes, é necessário ajustar as nossas contas para criar uma folga no orçamento, seja porque é necessário cobrir um imprevisto ou porque nos libertamos de um crédito e podemos aumentar a nossa poupança. Assim, aproveite este regresso das férias para avaliar e calcular as despesas mensais, reestruturando o seu plano habitual de gestão doméstica.

Posto isto, verifique onde pode poupar – na conta da electricidade, nos seguros ou nas despesas com transportes. Assegure-se de que calcula bem as suas despesas fixas. Depois, estabeleça a sua poupança mensal. Lembre-se que por pouco que seja, o importante é conseguir colocar algum dinheiro de lado, seja para as férias do próximo ano, seja para imprevistos, ou até para as aulas de inglês dos miúdos.

3- Objectivos pessoais e da família até às próximas férias
Poupar e organizar a vida doméstica tendo um, ou vários objectivos em mente, é essencial para garantir que nos mantemos no caminho certo. Assim sendo, faça planos conjuntos, se todos estiverem a lutar pelo mesmo será mais fácil e vai conseguir cumprir os objectivos. Saiba ouvir e estabelecer prioridades. Este é um exercício para fazer em família, vai aproximar-vos e permitir que todos tenham consciência dos
objectivos e necessidades de cada um.

4- Duodécimos
Use os duodécimos do subsídio de Natal, caso já está a receber o seu subsídio repartido mensalmente para pagar contas anuais como o seguro do carro, seguro de saúde. Este tipo de excedente é bom para este tipo de despesas de cariz anual. Evite gastar este dinheiro a mais do que é normal com gastos supérfluos e por supérfluos consideram-se os gastos em coisas desnecessárias como telemóveis e bens que a família não precisa.

5- Duodécimos
Pense nesta fase em vender bens que tenha e não use. Pense que os outros também terão mais dinheiro que o normal e poderá vender agora. Imagine a televisão, Playstation, telemóvel, carro, bens que pode ter a mais ou que é tempo para vender.
Este encaixe financeiro pode fazer a diferença entre ter mais dinheiro e com isso pagar dívidas (kilapis), investir num negócio, investir numa formação que tanto precisa. Pense nisso. Bens em casa parados não faz multiplicar o dinheiro e perdem valor.

Pense, há «mar e mar, ir e voltar». Há dois fins-de-semana e muitas festas para Dezembro e Janeiro, pelo que gastar hoje pode significar que amanhã tenha necessidade desse dinheiro.

Planeie, execute, supervisione, audite as contas e siga em frente