Connect with us

Bastidores

General Fernando Miala nomeado Chefe do Serviços de Inteligencia e Segurança do Estado

Published

on

O Presidente da República, João Lourenço, nomeou hoje, por conveniência de serviço, hoje, segunda-feira, Fernando Garcia Miala para o cargo de  Chefe do Serviços de Inteligencia e Segurança do Estado.

Segundo uma nota de Imprensa dos Serviços de Apoio ao Presidente da República, o  Comandante-Em-Chefe das Forças Armadas Angolanas, decreta, nos termos da Constituição, por conveniência de serviço e depois de ouvido o Conselho de Segurança Nacional, o seguinte:
 
“É promovido o Tenente General FERNANDO GARCIA MIALA ao grau de General.  Por conveniência de serviço, o Presidente da República de Angola exonera o Comissário EDUARDO FILOMENO BÁRBER LEIRO OCTÁVIO, do cargo de Chefe do Serviço de Inteligência e Segurança do Estado, para o qual havia sido nomeado através do Decreto Presidencial nº 200/13, de 27 de Novembro”.
 
No mesmo despacho,  João Manuel Gonçalves Lourenço, nomeiou por conveniência de serviço público, o General FERNANDO GARCIA MIALA para o cargo de Chefe do Serviço de Inteligência e Segurança do Estado.
Em 2006, Fernando Garcia Miala foi afastado das suas funções sob acusação de tentativa de golpe de Estado. Em Julho de 2007 o Tribunal Supremo Militar condenou Miala a quatro anos de prisão.

Além de ter sido acusado de insubordinação por não ter comparecido pe-
rante as chefias militares na cerimónia da sua despromoção, Fernando Miala enfrentou acusações mais sérias, que foram a causa da sua exoneração por despacho presidencial: deslealdade ao chefe de Estado, desrespeito à sua autoridade, suspeitas de tentativa de golpe de Estado e desvios de fundos.