Connect with us

Mundo

Gaza regista mais de um milhão de casos de doenças infecciosas

Published

on

Mais de um milhão de casos de doenças infecciosas foram registados pelo Ministério da Saúde de Gaza, desde o início da ofensiva de Israel.

As autoridades locais afirmam que muitos foram diagnosticados com hepatite A justificando com a “sobrelotação e os baixos níveis de higiene nos abrigos”.

As autoridades de Gaza alertam ainda que há “uma escassez significativa de unidades de sangue” devido à impossibilidade de encontrar novos dadores somados à falta de equipamento laboratorial e pedem que organizações e instituições internacionais levem unidades de sangue para a Faixa de Gaza.

O comunicado recorda que mais de 493 profissionais de saúde morreram devido aos bombardeamentos israelitas e que 310 foram detidos, acusando ainda Israel de atacar o sistema de saúde da Faixa de Gaza. Esses ataques, afirma, fizeram com que deixassem de funcionar 26 hospitais e 53 centros de saúde e destruíram mais de 130 ambulâncias.

Já as unidades de saúde que restam sofrem apagões por falta de combustível, o que põe em causa a vida de feridos, doentes crónicos e recém-nascidos, refere o comunicado.

O número de mortos em Gaza atinge agora 35.857, a maioria delas mulheres e crianças.