Connect with us

Partidos Politicos

Gaspar Fernandes acusa MPLA de atirar para o lixo promessas eleitorais de 2017

Published

on

O secretário Nacional da Juventude de Renovação Social (JURS), braço juvenil do partido PRS, disse neste final de semana, em Luanda,  que as promessas de 2017 foram atiradas ao caxote de lixo e estão a ser preparadas outras.

“Há quase cinco anos, o então candidato do MPLA e actual presidente da República jurou a pés juntos em  resolver os problemas da juventude como emprego, habitação e outros. Parece que foram atiradas ao lixo, que querem voltar a nos prometer mais uma vez”.

Gaspar dos Santos Fernandes fez estas declarações durante a cerimônia comemorativa do 31º aniversario da fundação da JURS. O jovem político disse que MPLA e o presidente João Lourenço “atiraram as promessas eleitorais de 2021 para os contentores de lixos”, porque na fase da campanha eleitoral daquele ano, prometeram 500 mil empregos para os jovens, habitação, mais educação, saúde, formação profissional, concessão de créditos aos jovens e outras promessas.
O dirigente partidário apelou à juventude a não acreditarem mais em promessas vinda do partido no poder, alegando que as promessas não cumpridas pelo MPLA foram determinantes para eleição do seu candidato a presidência da República. “Após quase cinco anos da sua eleição, com promessas não cumpridas, voltam mais uma vez, a vos prometerem, por isso, não dêem ouvidos as promessas eleitorais do MPLA”, disse.

Na ocasião o líder juvenil do PRS, recordou a trajectoria política e social dos ex-secretários nacionais, e assegurou que nas eleições agendadas para Agosto próximo, o PRS vai ter um resultado histórico.
No evento que contou com mais de 300 militantes, Gaspar Fernandes disse que o governo não está preocupado com a condição social da juventude e que ajuste de aumento salarial efectuado recentemente pelo executivo não se reflecte na vida dos cidadãos trabalhadores, “porque as pessoas estão a perder o poder de compra”.

Juventude de Renovação Social foi fundada a 4 de Abril de 1991. A cerimônia realiza-se numa altura em que o país vai realizar a sua quinta eleições gerais e que o PRS promete alcançar o melhor resultado da sua história de competições política.