Connect with us

Politica

Garimpo de água continua a preocupar autoridades em Angola

Published

on

Os constantes casos de garimpo de água continuam a preocupar o Ministério da Energia e Águas, que estuda mecanismos para contornar a situação.

De acordo com o titular da pasta, João Baptista Borges, está a criada uma comissão para analisar a situação.

“O conselho dado é que se crie uma comissão multissectorial para trabalhar especificamente naquilo que tem a ver com a aplicação efectiva da lei e do regulamento que punem estes crimes”, referiu e acrescentou: “a actividade do garimpo não só prejudica quem tem contratos celebrados com o abastecimento de água em casa que deixa de ter, porque alguém antes já desviou o curso da água para outros fins, como também cria prejuízos económicos importantes ao Estado”.

Segundo disse, o Estado perde muito dinheiro com actos de garimpo. Por isso, apela a colaboração dos cidadãos na denúncia dos casos.

“Falar em perdas financeiras é difícil até porque não tenho estes números actualizados, mas as perdas não são económicas, são mais de recursos e de equipamentos, além dos prejuízos para quem deixa de ter água em sua casa”, avançou.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. danguelengundja

    15/09/2023 at 11:15 am

    Ha garimpo, porque a EPAL nao consegue distribuir a agua para todos. Quando todas as casas forem conectados com agua, ninguem mais garimpara a vossa agua. Saem dos escritorios e vao ao encontro de que quer agua e verao que farao mais dinheiro.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *