Connect with us

Desporto

Futebol: selecção da Dinamarca recusa aumento salarial para manter igualdade com equipa feminina

Published

on

A selecção sénior masculina de futebol da Dinamarca apresentou hoje a sua posição formal de negar aumento salarial para manter igualdade com a equipa feminina.

A notícia é avançada pelo jornal português Correio da Manhã, que dá conta de que além da recusa, os jogadores decidiram reduzir em 15% a cobertura do seguro para permitir que a das mulheres suba em 50%.

O objectivo, de acordo com a notícia, é garantir igualdade de condições laborais entre as selecções masculina e feminina.

A garantia consta de um acordo assinado esta sexta-feira entre à selecção sénior masculina dinamarquesa e a federação de futebol do país.

O referido acordo entra em vigor depois do campeonato europeu de futebol, o Euro 2024, a ser disputado na Alemanha, e tem a duração de quatro anos, expirando em 2028.

Além do não aumento da tabela salarial, durante o tempo que vigorará o contrato, os rapazes da selecção da Dinamarca aceitaram reduzir em 15% a cobertura do seguro para que o das mulheres suba em 50%.

“É um passo extraordinário para ajudar a melhorar as condições das seleções femininas”, declarou o director do sindicato de jogadores dinamarquês, Michael Sahl Hansen, citado em comunicado da FIFPro.

Segundo a mesma fonte, entre os signatários masculinos estão nomes como Christian Eriksen, Pierre-Emile Hojbjerg ou Simon Kjaer, figuras de proa do futebol da Dinamarca, que quiseram “assumir a responsabilidade” e “dar melhores oportunidades e condições às outras seleções”.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *