Connect with us

Desporto

Futebol de praia: candidato a presidente da associação quer levar prática ao interior

Manuel Camalata

Published

on

O candidato a lista A para a presidência da futura Associação Provincial de Futebol de Praia de Luanda, Edivaldo Tavares Correia, promete levar a prática do desporto até aos municípios do interior da província de Luanda. Um desafio pessoal que pretende realizar, caso vença as eleições do próximo sábado, 30, contrariando o hábito de a modalidade futebolística ser praticada apenas nas zonas costeiras do litoral.

A intenção foi manifestada nesta sexta-feira, durante a Conferência de Imprensa de formalização da candidatura, na Ilha de Luanda, durante a qual, Edivaldo Correia apresentou as linhas de força do seu possível mandato, que tem como lema: “futebol de praia, mais vida, mais dinamismo e dignidade”.

O manifesto eleitoral de Edivaldo Tavares Correia apresenta cinco pontos chaves, com os quais pretende convencer o eleitorado. Entre as metas desportivas constam como linhas de força, a criação de uma Liga profissional de futebol de Praia, a Taça e a Super-Taça, além da componente de formação académica e desportiva, bem como acompanhamento dos atletas, dirigentes e árbitros, por entender que “muitos praticam, mas ainda não conhecem as regras da modalidade”.

A busca por parceiros e patrocinadores é outra a aposta de Edivaldo Tavares Correia, tendo avançado que neste momento já tem a garantia de uma multinacional assegurada e outras com as quais ainda está a negociar, entre empresas, esplanadas e restaurantes situados na zona costeira de Luanda, para a manutenção e sustentabilidade das equipas a militar no campeonato.

Por tratar-se de uma associação ainda a iniciar, Edivaldo pretende ainda massificar a adesão à modalidade, por meio de parcerias, e sobretudo de sensibilização dos alunos que praticam o futebol de praia nos campeonatos interescolares.

No capítulo das infra-estruturas o candidato informou que tem três apostas, nomeadamente a melhoria dos campos já existentes, a criação de novos recintos, através de parcerias com as administrações municipais, bem como condições de Segurança para as equipas nestes recintos.

“Aqui a nossa intenção é que tenhamos pelo menos um campo de futebol de praia em cada um dos nove municípios da província de Luanda”, frisou.

Questionado sobre a estratégia a usar, uma vez que grande parte dos municípios de Luanda estarem no interior, distante na zona marítima, Edivaldo Tavares Correia respondeu que tem um plano traçado há já alguns anos, que passa ela criação de campos específicos com uma altura mínima de um metro, para permitir a prática da modalidade, e reconhece ser uma tarefa difícil, “mas não impossível, pois nós gostamos de desafios, de coisas difíceis”.

Edivaldo Tavares Correia avançou ainda que está já a ser feito o cadastramento das equipas que praticam o futebol de praia a nível da província de Luanda, tendo referido já ter na base de dados da sua futura direcção, nove equipas já registadas, mais outras quatro que ainda não fizeram o registo.

Futebol de Praia em Luanda é, segundo o dirigente, praticado na Ilha de Luanda, Mussulo, Benfica, Cacuaco e Cabo Ledo, além de Icolo e Bengo.

Composição da equipa

A equipa de Edivaldo Tavares Correia, para os próximos dois anos, em caso de vitória, terá uma assembleia geral presidida por Helder da Ressurreição Jesus Neto e Eufránio Júlio como vice-presidente, ao passo que Carlos Rablay Constantito de Oliveira será o Secretário.

Na direcção, Edivaldo Tavares Correia terá como vice-presidente Francisco Viana Raimundo, Rui Matata Manuel como Secretário Geral.

A direcção contará ainda com quatro vogais, nomeadamente Armindo Lima Pereira da Conceição (1º), Ingrácia Maria João Francisco (2º), Valdir Duarte Correia (3º) e Nsimba Paulo Baptista (4º).

O conselho fiscal será presidido por Pascoal João Lourenço Bastos que terá como vice, Nelson Mário Carlos Nunes, ao passo que Norberto Ferreira Pinto Gabriel será o 1º vogal.

Cardoso Pedro Caculo será vice-presidente de Paulo Jorge Freire Dias, no conselho Jurisdicional, onde Daniel Norberto Chilombo será o 1º Vogal.

Para o Conselho de Disciplina Edivaldo Tavares Correia escolheu Dulce Kâmia Tchivole como Presidente e Dário Márcio de Moura Agostinho na Vice-presidência e o 1º Vogal será Adriano Correia Boa Morte.

No Conselho Técnico-Desportivo estará Edgar Analdino Domingos como Presidente, Ricardo Emanuel Neves Moreira como Vice Presidente e Adérito António Francisco José no cargo de 1º Vogal. Já o Conselho Provincial de Árbitros será presidido por José Luís Neto, que terá Firmo Vieira Rebelo Monteiro na vice-presidência e Ismael Amândio Mafuma como o 1º vogal.

O candidato

Nascido no Sambizanga aos 7 de Julho de 1981, onde iniciou os primeiros toques com a bola, descreve-se como sendo um homem “apaixonado pela modalidade do futebol”.

Na sua trajectória desportiva tem passagem pelas escolas do Progresso do Sambizanga, Petro de Luanda, e Ferrovia de Luanda, tendo depois emigrado para Portugal, onde passou pelo Belenenses em Lisboa. Na Holanda jogou no Go Ahead amador, Go Ahead Eagles, Cambuur Leeuwarden e por fim FVC amador.

A experiente que vivida na Europa levaram Edivaldo Tavares Correia a trazer consigo a vontade de desenvolver projectos para a massificação da modalidade em Angola, o que o levou a criar a Academia do Sequele de 2014 até 2018, a Maratona Desportiva em Alusão ao aniversário da Cidade do Sequele com as modalidades de Atletismo, Futebol, Basquetebol, Karting.

De 2016 até 2018 realizou o Torneio Internacional de Futsal em Benguela, o Gira Tigra Ilha de Luanda, o Garra na Areia em Cacuaco 2019, Gira Tigra Lobito – Liga Empresarial de Futsal de Angola / Futebol 5 Empresarial em Viana 2020 e Jogos Sem Fronteiras Cuia, entre outros.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (83)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (15)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2020 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD