Connect with us

Sociedade

Furtadas mais de 50 torres de alta tensão de Janeiro a Novembro

Published

on

As torres de alta tensão de electricidade de 400 Kv que transporta energia eléctrica de Cambambe à estação de Viana em Luanda, estão a ser vandalizadas. A mais recente é do KM 36, onde uma torre foi vandalizada e desmontada, por indivíduos ainda desconhecidos.

Segundo o porta-voz da ENDE, de Janeiro a Novembro, já foram furtadas mais de 52 torres de alta tensão.

A 25 de Outubro passado, um total de 15 torres de alta tensão foram vandalizadas na Funda e em menos de um mês foi vandalizada mais uma torre em Viana.

Segundo o PCA da RNT, Rui Gourgel, estes furtos contabilizam um total de cinco milhões de dólares para repor os danos.

O ministro, João Baptista Borges pronunciou-se sobre o caso mencionando que estes mesmos furtos indicam ser de pessoas que dominam a matéria uma vez que desmontam as torres na base. Indignado, afirmou que não há capacidade para garantir vigilância para todas a torres espalhadas pelo país, sendo que Luanda não é a única província, pois há também registos nas províncias de Benguela, Huambo e do Zaire.

Entretanto, o ministro de Estado e Chefe da Casa Militar do Presidente da República, Francisco Pereira Furtado, reagiu neste sábado, 11, afirmando que tratam-se actos de terrorismo as acções de vandalização de torres de alta tensão da linha de transporte de energia Cambambe-Viana.

Francisco Furtado, que falava ontem à imprensa em Luanda, no quadro das comemorações do quadragésimo oitavo aniversário da Independência Nacional, disse haver provas de indícios de terrorismo.

Ministro de Estado e Chefe da Casa Militar do Presidente da República, Francisco Pereira Furtado, garante que grupos que tentam prejudicar o bem-estar das populações serão neutralizados.

Colunistas