Connect with us

Sociedade

Funeral Nagrelha: TCUL com prejuízos de Kz 20 milhões após vandalização de autocarros

Published

on

Num comunicado ao qual o Correio da Kianda teve acesso, a Transporte Colectivo Urbano de Luanda (TCUL) denuncia que durante o cortejo do músico Nagrelha, que resultou em vários actos de vandalismo, quatorze autocarros da empresa de transporte foram vandalizados, o que trouxe um prejuízo de cerca de 20 milhões de kwanzas para a empresa.

“Relativamente ao acto de vandalização temos um balanço de um total de 14 autocarros, sendo que 3 articulados de marca SCANIA e 11 Volvo convencional. Foram ainda destruídos alguns equipamentos internos dos próprios autocarros, como: os painéis, 3 validadores “Sistema Bilhética”, ruptura de 8 vidros parabrisas e um total de 82 vidros laterais”, fez saber, o Director do Gabinete de Inspeção e Auditória, Domingos António de Oliveira Mafuca.

Na nota, a TCUL também lamenta que houve “alguns danos físicos, sofridos por dois dos nossos motoristas, e agressão física a seis cobradoras”.

De acordo com o comunicado da empresa, os ataques ocorreram em diferentes pontos da cidade capital: “sabíamos que seria um acto de massa, mas não com a dimensão que alcançou. Tomamos algumas medidas de precauções, alterando algumas rotas, encurtamos à rota, limitando que os autocarros fizessem o percurso do Capalanga até ao contorno da Shoprite ‘Cavalo Branco’, sobretudo a partir das 9h da manhã. Contudo, temos a lamentar que as grandes incidências ou o acto de vandalismo não ocorreram tão somente no perímetro onde se realizou às exéquias, ao longo da Avenida Deolinda Rodrigues, mas, por toda a cidade, nomeadamente: Cacuaco, Via Expressa, Viana, dentre outros”.

Domingos António de Oliveira Mafuca termina o comunicado salientando “que toda a sociedade saiu a perder com esses actos, que são de todos os níveis reprováveis, condenáveis e puníveis em sede das leis angolana”.

Um morto, dezenas de feridos, inclusive polícias, pneus queimados, viaturas e autocarros vandalizados, foi a fotografia que se viu durante o cortejo do músico Nagrelha dos Lambas, falecido na última sexta-feira, 18, no Hospital Cardeal Dom Alexandre do Nascimento, em Luanda, vítima de doença.

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como Consultora de Comunicação e Imagem e editora do portal Correio da Kianda.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *