Connect with us

Politica

Fundo da juventude identifica principais sectores a serem apoiados

Published

on

Após o seu lançamento oficial no mês de Abril, pelo presidente do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), Isaías Kaluga, o Fundo de Apoio Social à Juventude Angolana (FASJA) deu início, neste fim-de-semana, a visitas de constatação aos centros e projectos juvenis do município de Viana, que merecerão maior atenção da organização.

A visita guiada pela coordenadora geral, Telma Ndala, enquadra-se no âmbito da missão da organização, que se reflete em prestar auxílio às pessoas vulneráveis e apoiar projectos da juventude.

Neste primeiro dia de constatação desde que foi fundado, de entre outros projectos visto, o FASJA A visitou à Escola comparticipada, denominada “Adão Emole”, um projecto do jovem com mesmo nome, que de acordo com o ele, preferiu abdicar do sonho da casa própria ao e transformar seu terreno numa instituição de ensino para servir à comunidade, num modelo 75% gratuito.

A escola tem a capacidade de 7 salas de aulas, para este ano lectivo foram inscritos mais de 150 alunos, desde a iniciação até à 6 classe. Hoje a escola comparticipada conta com 10 funcionários entre eles: sete professores, uma secretária, um auxiliar de limpeza e um vigilante.

A coordenadora geral do FASJA, louvou a iniciativa do jovem e garantiu que esta escola será a primeira a receber apoio da instituição que lidera. “Carece de muitas condições de carácter social, administrativo e financeiro”., Telma Ndala, fez saber que “este será um dos primeiros projectos a serem apoiados pelo Fundo de Apoio Social à Juventude Angolana”, assegurou a coordenadora.