Connect with us

Sociedade

Funcionários do CFL detidos por roubo e vandalização de seis locomotivas

Published

on

Dois cidadãos, por sinal funcionários do Caminho-de-Ferro de Luanda, foram detidos pela Polícia Nacional acusados de roubo de cabos eléctricos e vandalização de seis locomotivas que estão fora de serviço.

De acordo com a direcção do CFL, os envolvidos são cidadãos nacionais, com idades compreendidas entre 30 e 54 anos, que furtaram os cabos de interligação das carruagens, retirando 20 metros deste material.

O porta-voz dos Caminhos-de-Ferro de Luanda, Augusto Osório, avança que os prejuízos fruto das vandalizações e furtos já ultrapassam os doze mil milhões de kwanzas só no primeiro trimestre deste ano.

Devido aos elevados prejuízos causados ao Estado e a colocação em risco da sustentabilidade do investimento público, os actos de vandalismo aos bens e serviços públicos vão passar a ser criminalizados com penas de prisão que variam entre 10 e 15 anos.