Connect with us

Sociedade

Frutos silvestres e gafanhotos serviram de alimentos para muitas famílias no município dos Bundas durante o Natal

Published

on

Uma parte da população da Localidade de Ndjinassuana, no município dos bundas, província do Moxico, passou o natal deste ano, comendo frutos silvestres.

A fome e a miséria que assola várias localidades daquele município, tem estado a criar vários óbitos, e a obrigar dezenas de famílias a recorrer as florestas e as chanas, em busca de alimento para sobreviver.

“Macolo e tongo” são as frutas silvestres mais consumidas por aquela população e que podem encontrar-se pelas florestas e chanas, das matas do Moxico.

Por não ter o que comer, até gafanhotos tem servido de alimento para muitos cidadãos nos bundas, onde nem sempre se consegue apanhar em quantidade para alimentar uma família completa.

Com uma distancia de centenas de quilômetros da capital da Provincia- Luena, o município dos Bundas, a par de outras situadas na Província do Moxico, é das mais afetadas pela seca, que clama por mais atenção e apoio do Governo central.

O Município dos Bundas, é dos mais desprovidos no Moxico. Onde as localidades, como comunas e aldeias, falta quase tudo! Sem comida, nem serviços básicos sociais, o recurso a quimbandeiros tem sido o mais frequente por quem ali vive e fica doente, onde muitos, nem a cor de uma seringa conhecem.

Encontrar uma criança que fale português, por exemplo, é das coisas mais raras. E a falta de escolas, é uma realidade que pode ser constatada por qualquer um que visite o Município.

A população daquele município, fala em abandono e desprezo por parte do Governo central, e aponta o Governo da Província do Moxico, como, o que pouco se interessa em resolver as situações sofríveis dos que ali vivem.

Sem hospitais em várias aldeias e comunas, nem sempre um doente grave consegue ser evacuado a tempo a sede de um hospital Municipal, por estarem as estradas, quase todas elas esburacadas e intransitáveis.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *