Connect with us

Desporto

Fórmula 1 da DStv: acção e tensão ao limite

Published

on

A temporada 2021 da Fórmula 1 caminha a passos largos para o seu desfecho. Há no ar uma grande disputar que nos vai alimentar com bastante entusiasmo e adrenalina até a corrida final.

Na corrida passada, nos Estados Unidos, Max Verstappen, da Red Bull Racing-Honda, conquistou uma vitória por pouco, à frente de Lewis Hamilton, da Mercedes, abrindo assim uma vantagem de 12 pontos na liderança do campeonato de pilotos.

Perdemos no início, então tivemos que tentar fazer outra coisa”, disse Verstappen após a sua vitória no Circuito das Américas. “Mas o desgaste dos pneus é bastante alto nesta pista, então fomos agressivos. não tinha certeza se ia funcionar, mas sim, as últimas voltas foram divertidas. Um pouco lateral nas curvas de alta velocidade, mas super feliz, é claro, em aguentar.”

O holandês acrescentou: “Foi difícil… os pneus não estavam em bom estado e eu sabia o quanto Lewis [Hamilton] estava próximo. Mas conseguimos aguentar no final. É muito difícil passar por aqui, mas, claro, quando os pneus estão a doer você pode perder muito tempo por volta.

Além disso, Sergio Perez voltou para casa em terceiro lugar para ver a Red Bull diminuir a diferença no Campeonato de Construtores para 23 pontos – ambos os títulos estão em disputa já que o roadshow de F1 se encaminha para as cinco corridas finais da temporada de 2021.

Perez estará ansioso para impressionar em casa – e que geralmente tem sido um local forte para a Red Bull – embora admita que acompanhar os dois candidatos ao título é um trabalho difícil.

Tivemos um bom impulso, mas estou ansioso pelo México. É uma pena não poder acompanhar Lewis e Max. O México deve ser uma boa pista para nós“, explicou Perez.

O chefe da equipa Red Bull, Christian Horner, no entanto, está receoso em ser muito optimista antes da corrida no Autódromo Hermanos Rodriguez: “Está tão próximo, este ano, entre as duas equipas. Não há razão para supor que não será emocionante novamente nas próximas corridas“, disse Horner.

Espero que estejamos fortes [no México]. México e Brasil têm sido bons circuitos para nós no passado, mas este ano está tão perto, em quase todas as corridas há apenas alguns décimos de diferença. Não vejo por que isso seria diferente no México.

Está lançado o desafio, estão lançados os condimentos para um novo domingo de velocidade, adrenalina e para apreciarmos a beleza da estratégica. Tudo para acompanhar nos canais SuperSport, em exclusivo na DStv. para mais informações: www.dstvafrica.com/pt

Detalhes da transmissão do Grande Prêmio do México

Sábado, 6 de novembro

20:55: Qualificação – SuperSport Maximo 1

Domingo, 7 de novembro

19:55: Corrida – SuperSport Maximo 1

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (25)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (27)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (91)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (22)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania