Connect with us

Mundo

Forças Armadas do Níger em alerta máximo face ameaça de acção militar

Published

on

O chefe do Estado-Maior do Exército do Níger, general Moussa Salaou Barmou, recentemente nomeado pela junta golpista, ordenou que as Forças Armadas fossem colocadas em “alerta máximo”, diante de ameaças de intervenção militar externa no país.

Numa mensagem radiofónica urgente emitida nas últimas horas, o militar justificou a decisão com as “ameaças de agressão contra o território nacional que se tornam cada vez mais palpáveis”, e para “evitar um efeito de surpresa geral” e “dar uma resposta adequada” a estas ameaças.

Barmou pediu a todos os subordinados que reportassem à hierarquia “qualquer acção hostil” na sua área de responsabilidade.

O Níger vive uma crise política desde 26 de Julho, quando uma junta militar, autodenominada Conselho Nacional para a Salvaguarda da Pátria (CNSP) e liderada pelo antigo chefe da Guarda Presidencial, general Abdourahamane Tiani, depôs o Presidente eleito Mohamed Bazoum (que se encontra em prisão domiciliária desde então) e suspendeu a Constituição.