Connect with us

Politica

Fome e falta de combustível dentre as maiores preocupações dos munícipes do Namibe

Published

on

Fome, falta de combustível, melhorias no abastecimento de água potável e dos serviços de energia eléctrica, bem como nos serviços de saúde e de educação, são algumas das preocupações apresentadas nesta terça-feira, 10, ao governador Archer Mangueira, pelos munícipes das comunas de Camucuio e do Chingo, durante a reunião de auscultação.

Alguns dos munícipes afirmaram no encontro que a falta de combustível é preocupante, pois já possuem electro-bombas para as actividades agrícolas, como forma de contornar a falta de chuva.

Pediram, igualmente, uma viatura do tipo carrinha para o transporte dos seus produtos dos campos de cultivos para os centros urbanos onde se praticam actividades comerciais.

Outro morador pediu ao governador Archer Mangueira, a construção de escolas para o segundo ciclo, bem como para o ensino secundário para acabar com a actual realidade, em que as crianças são obrigadas a parar na 6°classe.

“Temos aqui o problema dos níveis escolares. Temos comuna onde as crianças estudam só até a sexta classe”, desabafou um dos munícipes participantes ao encontro.

Para quem pretende dar seguimento à sua formação, continuou aquele munícipe da comuna do Chingo, alguns encarregados veem-se obrigados a enviar as crianças a outros localidades onde se leccionam os níveis de ensino subsequentes.

“Pelo menos só o I ciclo”, pediu, temendo o facto de ter de enviar o filho “a outros lugares sem a presença dos pais”.

O director municipal da Acção Social no município de Camucuio, Oliveira Manuel, disse que algumas das famílias mais carenciadas já estão a beneficiar de assistência, para mitigar a fome.

“Na questão da fome, tínhamos um projecto das cozinhas comunitárias, dando alimentação àquelas famílias mais vulneráveis, mas também demos algumas cestas básicas de alimentação para algumas, aquelas que achamos mais vulneráveis”, afirmou.

No sector da saúde, o director municipal, Geremias Dambi, disse que regularmente têm realizado consultas ambulatórias, no quadro de um programa através do qual os profissionais da saúde vão ao encontro da comunidade para prestar consultas médicas.

Já o governador Archer Mangueira, garantiu que as preocupações levantadas no encontro pelos munícipes de Camucuio serão resolvidas em breve.

“O tema da gasolina preocupa também o governo provincial e a administração municipal, mas vamos trabalhar para encontramos uma solução”, disse o governador.
Sobre o problema da fome Archer Mangueira disse o problema é conjuntural.

“Os produtos da cesta básica estão caros, porque são importados. O que nós temos de fazer é criar condições para que não dependamos dos produtos que venham de fora”, afirmou.

Colunistas