Connect with us

Sociedade

“Foi mesmo a Policia que matou o secretario do Simptenu no Dangereux”, reafirmam moradores vizinhos

Published

on

Familiares do Secretario Geral do Simptenu, morto a tiro por supostos elementos da Policia Nacional, na noite desta segunda-feira, em Luanda, reafirmam, terem a certeza de serem os agentes da Policia Nacional, os autores dos disparos que assassinou Lazarino Domingos dos Santos e Alvaro Estevão.

Em conferência de imprensa realizada na tarde desta quarta-feira, no local onde decorre o óbito, em resposta a posição da Polícia Nacional, que nega ser seus efectivos autores dos disparos que culminou com a morte dos dois Jovens no bairro Dangereux, um dos quais Secretário do Sindicato dos Professores e Trabalhadores do Ensino não Universitário (SIMPTENU),reafirmaram, serem os agentes da Polícia os autores do assassinato.

“ Nós vimos, e a rua estava iluminada. Foram sim os agentes da Polícia que mataram o Secretário do Simptenu. O que a Polícia está a fazer é tentar abafar o caso, mas nós iremos a fundo. Explicam.

Os familiares, acusam a Policia de estar a tentar solidarizar-se com os supostos agentes assassinos, e avançam que enquanto não se esclarecer o caso, o enterro do malogrado não será realizado.

“ Enquanto a Policia não esclarecer este caso de forma clara, o enterro não será realizado. Reiteraram.

Na habitual conferência de imprensa do balanço da Covi-19 realizada nesta quarta-feira no Centro Anibal de Melo, o Porta-Voz do Ministério do Interior Waldemar José, disse estar em curso investigacões, pelo que considera prematuro as acusações contra a corporação.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *