Connect with us

Politica

FNLA quer 15 de Março feriado nacional

Published

on

A Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA) defendeu hoje, em Luanda, a inserção do 15 de Março no leque de feriados nacionais, dada a dimensão e o impacto da data na construção e afirmação de Angola como estado independente, livre e soberano.

A inclusão desta data no leque de feriados nacionais deve-se ao facto de ser na madrugada deste dia (15 de Março), de 1961, que  um grupo  protagonizou a luta  anti-colonial  português rumo a soberania nacional, segundo refere uma nota de imprensa daquele partido, a que a Angop teve acesso.

No documento, a  FNLA  afirma que sem o levantamento popular generalizado desencadeado no referido período, cujo impacto  abalou os alicerces do regime colonial e despertou a consciência de todos amantes da paz e do progresso, não haveria liberdade nem independência para Angola e para ex-colónias portuguesas de África, além de contribuir para o colapso final da ditadura  Salazarista.

O partido aproveitou as festividade do  59º aniversário do levantamento popular generalizado para  render homenagem a todos os patriotas  vivos e tombados, que lutaram por esta causa.

Fundado em 1954, com o nome de União das Populações do Norte de Angola (UPNA) , o movimento político  da FNLA assumiu quatro anos depois (1958 ) o nome de União das Populações de Angola (UPA). Em 1961, a UPA e um outro grupo anti-colonial, o Partido Democrático de Angola (PDA), constituíram conjuntamente a FNLA.

 

C/ Angop

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas