Connect with us

Lifestyle

Famosos angolanos iniciam “Luta Pela Fama” na Banda TV

Published

on

Dezasseis personalidades do showbiz angolano entram, no próximo sábado, 05 de Setembro, para aquela que será a casa mais vigiada de Angola em 2021, na “Luta pela Fama”, do canal televisivo Banda TV. Os concorrentes dizem-se expectantes e já decidiram em que gastar o valor do prémio que, entretanto, não foi anunciado pela organização.

Heavy C, Kelly Silva, Ana Carina, Jéssica Pitbul, Dabeleza, Nagrelha e Weza, são alguns dos nomes do Showbiz angolano que, a partir de sábado 05 de Setembro, entram para o reality show, a convite da organização, para conviver numa residência vigiada, por três meses, sem acesso às redes sociais, telemóveis ou informações do quotidiano.

Nesta quarta-feira, 1 de Setembro, os candidatos foram apresentados à imprensa, num encontro realizado no Club S, junto do embarcadouro do Kapossoca, em Luanda.

Ana Carina disse que a sua grande expectativa é de conseguir passar a mensagem aos telespectadores de unidade nacional, de irmandade, do respeito e do resgate dos valores culturais, de uma forma que seja perceptível a pessoas de todos os estratos sociais.

Em caso de ser a vencedora, Ana Carina pretende dar o prémio à sua mãe, pela experiência de a ter trazido ao mundo 18 anos, sem o acompanhamento do progenitor. “Em 1986 quando eu nasci, as mulheres que tivessem filho e que não tinham marido eram descriminadas, mas a minha mãe não me tirou, me deixou vir ao mundo como uma estrelinha para brilhar, e criou-me sozinha. Então preciso agradecer à minha mãe por tudo”, disse.

A jovem artista prevê uma experiência difícil ficar três meses confinada numa casa, sem contacto com o mundo exterior, “principalmente por causa dos meninos, porque eu não vivo em Angola e não sei como será o mundo aqui fora”.

Para confortar o coração para o desafio que se avizinha, Ana Carina tem no livro de Jeremias 1:5 como seu refugio, que a permite sonhar que, “com ajuda de Deus”, poderá vencer e a sua mãe poderá cuidar bem dos seus filhos enquanto estiver na casa ‘Luta pela Fama’

O Músico Kelly Silva, autor do famoso tema “cinco minutos”, é outra figura pública angolana que no dia 5 vai entrar para a casa. Está expectante e em caso de ser o vencedor, 30% do valor vai canalizar para ajudar pessoas com necessidades especiais, com destaque para uma senhora cega que tem quatro filhos, todos frutos de estupro, e que neste momento está a residir numa casa arrendada pelo músico.

A decisão de participar, segundo fez saber, foi “um pouquinho complicado”, mas quando recebeu a informação de que no concurso deverá ser o mais original possível, conversou com a esposa “e ela autorizou”.

Kelly Silva tem dois grandes desafios que quer alcançar: conhecer mais os colegas com os quais vai partilhar a casa, e também de fazer com que os telespectadores consigam conhece-lo na realidade.

O Presidente do Conselho de Administração da Banda TV, Manuel Mendes, disse que o seu canal tem todas as condições criadas para o novo conteúdo de televisão e que é “direcionado para a família”. O formato, explica ainda o responsável, é direcionado para um público maior dos 18 anos, principalmente a partir das 22 horas, quando “a bola vermelha aparecerá para chamar atenção para o tipo de conteúdo”.

Manuel Mendes referiu, por outro lado, que o ‘Luta Pela Fama’ é uma estratégia do canal, de oferecer melhor conteúdo para os seus telespectadores.

Explicou ainda que, diferente do que era expectável, para esta edição especial foram convidadas figuras públicas, com o objectivo de atingir os mais diversos públicos, “para podermos ter, dentro da casa, diversificação de comportamento e de personalidades”. A titulo de exemplo citou o músico e produtor Heavy C, seguido por um público mais feminino, e Nagrelha, para quem, o seu público é mais masculino.

Sobre as condições, o PCA da Banda TV disse que estão todas criadas. Olhando para actual contexto da pandemia, Manuel Mendes disse que além das condições de biossegurança, todos os concorrentes já foram testados a covid-19 e que até ao dia de entrada para a casa todos os concorrentes deverão estar vacinados contra a pandemia.

Questionado sobre o valor que aquele canal de TV estará a investir na realização do reality show, referiu ser ainda prematuro avançar os valores, uma vez que os investimentos ainda estão em curso.

Já o Director de Marketing da Multichoice Angola, Rui Conceição, disse que a ideia de realizar o reality show em parceria com a Banda TV é um desafio, principalmente pelas dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19, que afectou a capacidade de investimentos. “Este ano o desafio foi saber se era possível realizar cá em Angola”, uma vez que na última edição do Big Brother Angola, realizado no África do Sul, houve dificuldades de obtenção de vistos para alguns dos participantes viajarem.

“O desafio, para nós e para a Banda TV foi precisamente este, provar que é possível continuarmos a fazer produção nacional, que é possível fazer este tipo de programas cá, ter as melhores personagens que mais interessam aos nossos telespectadores e estamos muito confiantes”, disse.

Rui Conceição aproveitou ainda a ocasião para anunciar para nas próximas semanas, apresentação de novos conteúdos para o mercado angolano.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (13)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (25)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (88)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (21)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2021 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD