Connect with us

Sociedade

Familiares do jovem que morreu na porta do hospital acusam agentes do “SIC de serem os culpados”

Published

on

O Serviço de Investigação Criminal em Luanda está a ser associado ao caso que esta semana chocou a sociedade angolana. A morte do jovem de 24 anos, que perdeu a vida na porta do Hospital Américo Boavida, na última terça-feira, 19.

Madalena Domingos, mãe do jovem, denuncia agentes do SIC de contribuírem na morte do filho, que morreu na porta do hospital por suposta negligencia médica, atribuída ao corpo clínico do hospital Américo Boavida, já suspenso.

Denuncia a mãe, que antes de ser levado ao hospital, o malogrado foi espancado por agentes do SIC na zona do São Paulo, onde trabalhava como roboteiro. Entretanto, segundo apurou o Correio da Kianda, na manhã de hoje, quinta-feira, 21, da autópsia feita ao cadáver do jovem, revela uma provável agressão física.

A redação deste jornal, por via telefone, contactou por duas vezes os porta-vozes, nacional e o de Luanda, do Serviço de Investigação Criminal, mas infelizmente, até ao fecho desta matéria, que voltaremos a dar continuidade, não fomos atendidos.