Connect with us

Sociedade

Falta de verbas e má gestão estão a deteriorar o sistema de saúde, diz Sindicato dos Médicos

Published

on

O Sindicato Nacional dos Médicos denuncia que o Sistema Nacional de Saúde vive uma crise significativa devido a alegada falta de verbas e má gestão.

A informação foi avançada pelo Presidente do Sindicato Nacional dos Médicos, Adriano Manuel, tendo acrescentado que o governo deve investir mais no sistema de saúde primário e não na construção de grandes unidades sanitárias devido aos custos elevados de manutenção.

Adriano Manuel disse ainda que, actualmente, os hospitais estão a limitar os serviços por falta de material.

O sindicalista lamenta o silêncio das autoridades competentes e avança que se a situação não for revista, o país vai continuar a registar número elevado de mortes nos hospitais.

Lembrar que o Grupo Parlamentar da UNITA exortou a Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE) e a Procuradoria-Geral da República (PGR) a averiguarem “as causas mais profundas da crise sanitária do país, visando a correcção de comportamentos nocivos e a responsabilização dos autores, quer no plano administrativo quer no plano criminal, se for caso disso”.

O maior partido na oposição, no seu comunicado, manifesta “a sua profunda indignação pelo facto de os angolanos continuarem a morrer nos hospitais por situações caricatas de indisciplina, falta de autoridade e má gestão, caracterizadas pelo descaminho sistémico de fármacos, conservação inadequada de lotes de medicamentos, roubos e desvios estruturados de verbas orçamentadas, rupturas de estoques e outras práticas incorrectas lesivas ao bem comum”.

Insta, igualmente, o “Titular único do Poder Executivo do Estado, a tomar as medidas correctivas de emergência que a gravidade da situação exige, para a salvaguarda da vida humana e para a humanização do Sistema Nacional de Saúde”.

Escute os comentários abaixo