Connect with us

Sociedade

“Falta de tudo um pouco na centralidade do Kilamba”, reclamam moradores

Published

on

Moradores da centralidade do Kilamba, em Luanda, pedem melhorias no fornecimento de água potável, energia eléctrica, edifícios, passeios e locais públicos de lazer, numa altura em que a urbe celebra 12 anos de existência.

Ouvidos hoje, 11, pela Rádio Correio da Kianda, os moradores foram unânimes em afirmar que ainda há muito a ser feito para o melhoramento da centralidade.

Augusta Vaz Contreiras vive no Kilamba há oito anos. Diz que a degradação de passeios, locais de lazer e inoperância de alguns semáforos, estão entre os problemas que gostaria de ver solucionados.

Adilson Mota vive na centralidade há mais de dez anos. Fala em falhas no fornecimento de água e energia eléctrica, como um dos obstáculos a ultrapassar.

Já o arquitecto Luis Kateia afirma que os edifícios precisam de manutenção constante para terem mais durabilidade e conferirem segurança aos seus habitantes.

A administração do Distrito Urbano do Kilamba diz estar atenta às preocupações dos moradores e leva a cabo um conjunto de medidas para resolução dos problemas que a urbe atravessa.

A administradora Adjunta Felismina Ferreira fala das actividades que norteiam as festividades dos 12 anos da centralidade, e sublinha que, dentre elas, está a realização de uma palestra onde questões relacionadas ao Kilamba serão discutidas.

A centralidade do Kilamba foi inaugurada a 11 de Julho de 2011, pelo então Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.