Connect with us

Sociedade

Falso profissional da saúde mata Jovem de 32 anos

Published

on

Na tentativa de interrupção de uma gravidez agravada, uma Jovem de 32 anos de idade, perdeu a sua vida, ao ser atendida por um suposto médico de 59 anos de idade. O suposto criminoso foi detido, na última quarta-feira, 05 de Outubro, pelo Serviço de Investigação Criminal, no município do Ambriz, província do Bengo.

O cidadão, que alega ser médico, e formado em medicina geral na RDC e natural da província do Uíge município do Bembe, trabalhava num Posto Médico particular, onde exercia as suas actividades no ramo da saúde. Segundo o acusado, percebeu que se tratava de uma retenção da placenta na vagina, por uma gravidez mal interrompida, tendo cobrado a quantia de 15 mil Kwanzas para o mesmo trabalho; o suposto médico procurou, retirar a referida, placenta usando as próprias mãos, tendo provocado muita hemorragia até a morte da cidadã.

De acordo com o Porta-voz do Serviço de Investigação Criminal no Bengo, agente de Investigação Criminal Peterson Cassule, trata-se de uma interrupção de uma gravidez de 6 meses, em que o suposto médico sem carteira profissional, submeteu a vítima à uma cirurgia mal concebida, que a levou a morte horas depois. O Porta-voz,  apela às populações a não recorrerem aos serviços médicos precários sem condições de salubridade e orienta a procurarem hospitais públicos ou privados reconhecidos. Peterson Cassule informou ainda que, neste ano é o terceiro caso, relacionado com supostos enfermeiros que exercem actividade de medicina ilegal cujos autores foram detidos pelo SIC.

O referido cidadão será apresentado ao Ministério Público para os trâmites processuais.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas