Connect with us

Desporto

FAF valida recurso do Petro de Luanda

Published

on

O recurso apresentado pelo Clube Petro de Luanda, no âmbito do processo de suspensão por dois anos de toda actividade, após falta de uma procuração autenticada dos advogados representantes, foi admitido esta sexta-feira, 15, pelo Conselho Jurisdicional (CJ) da Federação Angolana de Futebol (FAF), informa o Despacho ao qual o Correio da Kianda teve acesso.

Com isso, o Petro de Luanda pode competir na Liga dos Clubes Campeões Africanos, no domingo, 17, em que defronta a União Desportiva Songo de Moçambique, em Maputo, após isenção na primeira eliminatória.

A previsão é que a Federação Angolana de Futebol remarque a disputa da Supertaça, prova que devia abrir a presente época futebolística, no passado dia 03 de Setembro, também na Tundavala, entre o Petro de Luanda e a Académica do Lobito.

O Petro pode ainda participar na Superliga Africana, que arranca em 20 de Outubro, tendo o Mamelodi Sundowns, da África do Sul, como adversário da 1.ª jornada, no caso de, até lá, a situação se mantiver ou se definitivamente ganhar razão no processo.

A FAF argumentou estar atenta à justificação apresentada pelo Clube Atlético Petróleos de Luanda, “olhando para a realidade do país, onde se regista enormes falhas ou cortes de energia eléctrica e, como consequência, do sinal da internet e; apresentada tempestivamente a justificação pelo Clube, vai o recurso admitido com efeito requerido”.

O despacho igualmente “confirma as justificações e dificuldades de ordem técnica ligada à internet, apresentadas pelo Petro, comprovadas com a confirmação técnica da empresa MSTelecom prestadora do respectivo serviço”, diz o documento assinado pelo presidente do CJ, Alberto Sérgio Raimundo.