Connect with us

Desporto

FAF sanciona Kabuscorp por incumprimento contratual com antigo treinador

Published

on

O Kabuscorp do Palanca foi punido pelo Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF) com perda de três pontos na classificação do Campeonato Nacional de futebol “Girabola2022”, por incumprimento contratual com o seu antigo treinador, Paulo Torres, e o preparador físico, Rui Oliveira.

No quadro deste incumprimento com os profissionais portugueses, registado em 2019, a equipa campeã nacional em 2013 terá ainda de pagar uma multa não inferior 2.000 UCF (Unidade de Correcção Financeira).

A penalização terá de ser paga dentro de 30 dias. O não cumprimento, segundo um comunicado da FAF, que a ANGOP teve acesso, este sábado, o clube será punido com a descida de divisão.

A formação do Palanca é recorrente em situações de dívidas com jogadores e treinadores.

É o sexto ponto perdido na secretaria no presente campeonato da primeira divisão, depois dos primeiros três debitados em consequência da queixa do ex-guarda-redes Elber, também por dívida financeira com base no contrato.

Em Fevereiro último, o Kabuscorp havia sido intimado pela FAF a pagar, igualmente, uma dívida de mais de 15 milhões de kwanzas ao atleta Bráulio Dinis “Nary”.

Em caso de descida de divisão, será a segunda vez, depois de em 2019, no campeonato que terminou na 4.ª posição, ter sido despromovido administrativamente por dívida com o antigo internacional brasileiro Rivaldo.

Colunistas