Connect with us

Sociedade

Fábrica da Cuca acusada de causar doenças aos moradores do bairro São João

Published

on

O esgoto de produção da fábrica de cerveja Cuca está a ser apontado como o principal causador da proliferação de paludismo, cólera e tuberculose aos moradores do bairro São João, no município do Cazenga, em Luanda.

O presidente da comissão de moradores do referido bairro, Osvaldo de Sousa, começou por lamentar as dificuldades que a comunidade tem enfretado.

“As valas da fábrica da Cuca têm criado muitos problemas e danificam muitas casas. Até hoje não temos resultados precisos da fábrica em prol da minha comunidade e a água tem estado a causar muitas doenças”, acusou Osvaldo de Sousa.

O responsável comunitário diz ainda a Comissão de Moradores tem registo de várias residências danificadas pelas água residuais da Cuca, “tanto é que alguns moradores abandonaram as suas casas por causa da água do fabrico da cerveja Cuca”. “As águas saiem completamente quentes, e tem um odor muito forte, que tem estado a criar paludismos”, acrescentou.

Carlos Dembo, morador do bairro há mais de 32 anos, reforçou a acusação ao Correio da Kianda, e descreve a situação como “lastimável”, augurando por outro lado, por uma visita governamental ao bairro, para encontrar-se uma solução imediata.

Para aquele morador a situação do meu bairro “está mesmo caótica”. “Eu estou aqui a quase 32 anos, a situação aqui é água da vala que passa por aqui, que muitas das vezes nos trás muitos problemas, originando muitos mosquitos doenças como cólera”. A água é de origem da fábrica da Cuca, já nos trouxe várias doenças, como cóleras e, até agora ainda não recebemos uma visita de nenhum governante”, disse, sublinhando que as crianças têm sido as que mais sofrem principalmente com as infecções.

Carlos Dembo realçou ainda que a situação já do domínio da fábrica, tendo sidos visitados por responsáveis da fábrica, mas “até agora não fazem nada”, e essa água já existe há mais de 30 anos”.

“Se, até agora não resolvem o nosso problema, é porque, houve negligência da empresa e do governo, já contactamos a direcção da empresa sem nenhuma resposta e nem se quer um governante já se preocupou com a nossa situação”, reforçou.

O director Técnico da fábrica da CUCA, Emílio Clauss, disse ao Correio da Kianda que tudo está ser feito para mitigar o problema que afecta os moradores do bairro São João, uma vez que internamente a situação já foi identificada. O responsável adiantou também que esse assunto está dentro da responsabilidade social que a empresa tem com o país.

Garantiu ainda que já há quatro anos que a empresa tem se empenhado em melhorar a situação, tendo já investido na compra de tubos para arranjar a rede de esgoto, mas não avançaram com a execução do trabalho, porque a população não aceitou. Na época os moradores preferiram que as águas continuassem a escorrer, uma  vez que as suas casas não têm fósseis, e a água  da fábrica ajuda na evaquação dos resíduos que a população produz, disse.

Em uma visita guiada pela direção da fábrica, que a equipa do Correio da Kianda fez naquela instalação, constatou-se a execução de uma  estação de tratamento de água residuais, para dar resposta ao problema do bairro São João.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Loozap

    14/10/2022 at 7:50 pm

    Temos que ter cuidado com o que compramos ou consumimos

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas