Connect with us

Politica

FAA esclarece que material bélico nas ruas de Luanda é para desfile de investidura do PR

Published

on

O Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas esclareceu, esta segunda-feira,12 de Serembro, que a movimentação de tropas em curso em Luanda visa a preparação do desfile militar para a cerimónia de investidura do Presidente da República.

Trata-se de movimentação de forças e meios militares, informa o comunicado de imprensa do Estado-Maior General das FAA (EMGFAA) divulgado hoje pela Agência Angola Press.

A investidura do Presidente reeleito de Angola, João Lourenço, e da Vice-Presidente, Esperança Costa, acontece quinta-feira, 15, na Praça da República, em Luanda.

Na semana transacta, o Tribunal Constitucional (TC) negou provimento ao recurso interposto pela UNITA, realçando que os elementos de prova apresentados “não permitem colocar em causa os resultados globais” das eleições anunciados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

Segundo a juíza presidente do TC, Laurinda Cardoso, está concluída a fase de contencioso eleitoral e devem ser investidos nas respectivas funções o Presidente da República, João Lourenço, a Vice-Presidente, Esperança Costa, e os deputados à Assembleia Nacional eleitos.

Dias antes, a CNE divulgou a acta de apuramento final das eleições gerais de 24 de Agosto, que proclamou o MPLA e o seu cabeça-de-lista, João Lourenço, como vencedores com 51,17% dos votos, seguido da UNITA, com 43,95%.

Com estes resultados, o MPLA elegeu 124 deputados e a UNITA 90. A FNLA, o PRS e o PHA obtiveram dois assentos parlamentares cada.
A CASA-CE, a APN e o P-Njango não conquistaram qualquer assento na Assembleia Nacional, composta por 220 deputados.