Connect with us

Sociedade

Exploração de trabalho infantil preocupa sociedade em Luanda

Published

on

Cidadãos em Luanda mostram-se preocupados com o crescente aumento de casos de exploração do trabalho infantil.

A cidadã Margarida Jamba afirma à Rádio Correio da Kianda que parte dessas crianças vêm das províncias do interior do país, em muitos casos sem o consentimento dos país, e são submetidas à trabalho forçado.

Agostinho Segunda denuncia que parte destes menores, com idades compreendidas entre os 12 e 14 anos, vão parar aos mercados do Catinton e Trinta, onde exercem a actividade comercial, e chama a atenção aos pais e encarregados de educação, a melhorarem os cuidados com os seus filhos.

O sociólogo Diakimini Bokolo fala em fraca capacidade financeira dos progenitores, como uma das causas desse fenómeno.

Boko sublinha que o governo deve reforçar as acções de protecção à criança, no que se refere ao combate ao trabalho infantil, no sentido de eliminar as principais situações que colocam em risco os direitos fundamentais dos menores.

O INAC diz que registou 260 casos de exploração de trabalho infantil em todo país, durante o primeiro trimestre desde ano.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.