Connect with us

Economia

Executivo quer levar voos da TAAG para os Estados Unidos

Published

on

O Executivo quer ver a companhia aérea nacional, TAAG, a efectuar voos para os Estados Unidos da América. Para tal, o Ministério dos Transportes contratou a empresa The Wicks Group (TWG) para serviços abrangentes de assistência técnica com vista a ajudar Angola a cumprir com as normas internacionais de supervisão e monitorização da segurança da aviação.

O objectivo geral do projecto, de acordo com o comunicado daquele departamento ministerial, enviado hoje ao Correio da Kianda, é permitir que Angola obtenha uma classificação de Categoria 1 no programa de Avaliação de Segurança da Aviação Internacional (IASA) da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA), necessárias para a companhia aérea angola ser aceite nos EUA.

No comunicado, o ministério refere ainda que o novo projecto, denominado “IASA Fase 2 Assistência Técnica”, dá continuidade a uma iniciativa de melhoria da segurança da aviação alinhada com a visão do Executivo de criar uma ligação aérea directa entre Angola e os EUA num futuro próximo.

“É necessária uma classificação de categoria 1 para a TAAG Angola Airlines (TAAG), companhia aérea de bandeira, lançar voos diretos entre Angola e os Estados Unidos. Outro aspecto da iniciativa são os benefícios derivados da assistência técnica em apoio à transição das responsabilidades do INAVIC para uma autoridade de aviação civil independente, a ANAC, atualmente em discussão na Assembleia Nacional, com previsão para sua conclusão para o final de Junho de 2021”, lê-se.

Na fase inicial da avaliação da IASA Baseline Assessment da TWG foram avaliadas as conformidades do INAVIC com os padrões internacionais sobre segurança da aviação estabelecidos pela Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO). No processo de avaliação aquela empresa americana forneceu ao INAVIC um relatório de conclusões e recomendações, bem como procedeu atualizações dos regulamentos de segurança aérea de Angola como parte do projeto inicial.

A Fase 2 deste projecto, privilegia a implementação de ações corretivas e melhorias necessárias para resolver as lacunas de conformidade identificadas.

A assistência de especialistas da TWG, sobre as melhorias que serão feitas incluem a elaboração de regulamentos técnicos adicionais, o desenvolvimento de procedimentos mais abrangentes para actividades dos inspectores de segurança e de materiais de orientação da indústria relacionados. Abrange ainda o treinamento especializado para inspetores de segurança de aviação, a consolidação dos processos de certificação dos operadores aéreos e procedimentos de registos de autorizações para assegurar que a supervisão de segurança e a resolução das preocupações de segurança atendam aos padrões internacionais.

Para o Ministério dos Transportes, o projecto de assistência técnica com a Wicks Group, é considerado de extrema importância para a posicionamento e elevação dos padrões de segurança da actividade da aviação civil nacional, pelo facto de a mesma estar dotada de “profissionais altamente qualificados”, o que garante ao executivo angolano confiança de uma assistência técnica da Fase 2 que permitirá que as melhorias necessárias “sejam feitas rapidamente”.

Constituída em 1999 e com sede em Washington, DC, a Wicks Group tem 100% de sucesso no fornecimento de assistência técnica FAA Categoria 1 para autoridades de aviação civil (CAAs) em todo o mundo, incluindo os CAAs da Índia, Panamá, Cabo Verde, Azerbaijão, Ucrânia e Trinidad e Tobago.

Ao todo, dez classificações de Categoria 1 foram emitidas para clientes de assistência técnica da TWG IASA até o momento. A TWG auxilia, também, de forma regular as transportadoras aéreas estrangeiras na obtenção das aprovações junto do governo dos EUA, necessárias para operações de transportadoras aéreas dos EUA e organizações de manutenção estrangeiras com a obtenção da certificação FAA necessária para manter aeronaves registadas nos EUA.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (6)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (25)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (88)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (21)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2021 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD