Connect with us

Politica

Executivo quer aumentar número de utilizadores de internet no país

Published

on

O Secretário de Estado para as Telecomunicações, Pascoal Borges Fernandes, mostrou-se preocupado com o número “ainda reduzido” de utilizadores de internet no país.

O governante falava nesta segunda-feira, em Luanda, durante um evento que juntou especialistas do sector das tecnologias de informação, sobre “SHAPING THE FUTURE – O papel e o impacto da inovação e da tecnologia na criação de oportunidades para as indústrias no futuro”.

Para contornar o número reduzido de utilizadores de internet no país, de acordo com o governante, foi criada a rede de fibra óptica.

“Há desafios ainda por vencer, uma vez que nos serviços móveis temos um número ainda bastante reduzido de utilizadores de Internet, na ordem de nove milhões apenas”, referiu.

Este número, de acordo com Pascoal Borges Fernandes, obriga a olhar para a necessidade de se aumentar o número de utilizadores.

O secretário de Estado disse ainda que o número de dispositivos que são anualmente importados obrigam a ” pensar na indústria”, no sentido de reduzir a taxa de importação.

Dados do Ministério das Telecomunicações Tecnologias de Informação e Comunicação Social revelam que em 2019 o país tinha cerca de nove milhões de cidadãos sem cobertura de rede.

Mostrou-se ainda preocupado com a falta de exploração eficiente dos serviços proporcionais ao investimento que o governo tem vindo a fazer.

Por esta razão, o Secretário de Estado defende o aumento de acordos e conexões entre países africanos para melhor rentabilizar os serviços.

O Secretário de Estado integrou o painel de especialistas que debateram o tema “SHAPING THE FUTURE – O papel e o impacto da inovação e da tecnologia na criação de oportunidades para as indústrias no futuro”.

Além de Pascoal Borges Fernandes, integraram o painel, o PCE da EMIS, José Matos, o PCE da Angola Cables, Ângelo Gama, e o António Veríssimo, Partner da Deloitte.