Connect with us

Politica

Executivo disponibiliza mais de 11 mil milhões para combate à malária

Published

on

Mais de onze mil milhões de kwanzas é o valor disponibilizado pelo Executivo para a aquisição de medicamentos, testes e reagentes para o tratamento da malária.

O objectivo, segundo Despacho Presidencial n.º109/23 de 24 de Maio, é reduzir a taxa de mortalidade e morbidade causada pela doença, como parte da resposta ao Programa Nacional de Combate à Malária em todo o território nacional.

O valor global autorizado pelo Presidente da República, João Lourenço, são 11.163.394.770, 00 (onze mil, cento e sessenta e três milhões, trezentos e noventa e quatro mil, setecentos e setenta kwanzas), num Despacho que autoriza, igualmente, a abertura de Procedimento de Contração Emergencial para a celebração do contrato.

A malária está entre as principais causas de mortes em Angola, sendo ainda uma das razões para o baixo peso ao nascer, anemia em mulheres grávidas e a mortalidade relacionada com o parto e pós-parto.

Segundo dados do Ministério da Saúde (Minsa), em 2022, Angola notificou 9,2 milhões de casos de malária, representando um ligeiro aumento de 0,4% face ao ano anterior e registou 12.480 óbitos devido à doença, menos 10% do que no ano anterior.