Connect with us

Economia

Executivo avalia programa de privatização de activos

Published

on

O Programa de Privatizações de Activos (PROPRIV) será avaliado nesta segunda-feira, 09 de Janeiro, na Cidade Alta, em Luanda, pela Comissão Interministerial que assegura a sua efectivação, numa reunião a ser presidida pelo ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior.

O objectivo da reunião desta segunda-feira, a primeira em 2023, é de avaliar os níveis de execução dos compromissos assumidos até ao último encontro realizado em Outubro de 2022.

Para o novo ciclo 2023-2027, onde se prevê concluir 60 processos, com destaque para os processos no sector financeiro (ENSA seguros), Telecomunicações (TV Cabo, Multitel, Unitel), Transportes (Sécil Marítima, TAAG), Indústria e Pescas, segundo uma nota de imprensa do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE), que gere o programa.

Importa destacar que dos 88 activos privatizados, o sector da agricultura já permitiu a criação de 397 postos de trabalho directos; o sector industrial (unidades da ZEE e Têxteis) gerou 1 750 postos de trabalho directos, por fim no sector do turismo, foi possível manter os 105 postos trabalho existentes, perspectivando-se a criação de mais postos trabalho.

A Comissão Nacional Interministerial integra responsáveis de vários departamentos ministeriais, nomeadamente, Ministério das Finanças, Ministério da Economia e Planeamento, Ministério do Comercio e Indústria, Ministério dos Recursos Minerais e Petróleo, Ministério dos Transportes, Banco Nacional de Angola, o IGAPE, a Sonangol E.P. bem como, outras instituições envolvidas na implementação do PROPRIV.

Colunistas